Natural da América do Sul, a cipó-uva, nossa #selvvvadodia, é uma trepadeira rústica e exuberante, que possui gavinhas para fixação. Semelhantes às da parreira, suas folhas são espessas e de uma tonalidade verde que vai escurecendo conforme ficam mais maduras. De crescimento rápido, multiplica-se facilmente por estacas (em breve ensinaremos mais por aqui), principalmente se você as preparar no fim do inverno.

Assim como os espinhos, as gavinhas são folhas que se modificaram ao longo do tempo para se adaptarem melhor ao ambiente em que vivem.  Elas lembram pequenas molas e têm como principal função fixar a planta, enrolando-se sobre suportes como ramos, galhos, folhas, ou qualquer outro objeto que sirva de apoio para a planta em crescimento.


Rega: 
se mantida à meia-sombra, irrigue regularmente, de 2 a 3 vezes por semana.

Iluminação:  como é uma planta subtropical, prefere climas amenos – nem muito frio e nem muito quente. Não tolera geadas e adora ambientes úmidos. Adapta-se bem em locais de meia-sombra, em área externa ou interna.

Problemas comuns:  a exposição excessiva ao sol pode queimar sua folhagem. Neste caso, aumente a frequência das regas. Já a falta de adubação pode levar à perda intensa das folhas. Recomendamos renovar o adubo mensalmente.


Outros nomes populares: anil-trepador, cisso, cissus, uva-brava, uva-do-mato, uva-selvagem

Como usar: para uso como trepadeira, ofereça a ela um suporte de fixação, possibilitando às gavinhas se agarrarem em busca de apoio. Também funciona como planta pendente em ambientes internos ou externos, cultivada em vasos ou cachepôs suspensos.

Dica da Selvvva: As indicações acima são orientações para um primeiro contato com a sua planta, não uma fórmula definitiva. As regas variam de acordo com o ambiente, a disponibilidade de luz, a umidade do ar, a temperatura, o recipiente onde a planta está acondicionada e as demandas específicas da espécie. O importante é sempre prestar atenção às respostas da sua planta e, assim, dosar a água de acordo com as condições em que se encontra. Preste sempre atenção para não deixar o solo encharcado ou água acumulada no fundo do vaso, evitando o apodrecimento das raízes.