Cobrindo paredes, muros e árvores, a hera é conhecida por muitos como trepadeira. Dentro de casa, ela também pode ser utilizada de forma pendente. Suas folhas pequenas, recortadas e de coloração verde escura com detalhes em branco são delicadas e ornamentais. Essa espécie multiplica-se facilmente por estaquia em qualquer época do ano. 

Rega: recomendamos irrigar periodicamente, mas com prudência. Ela não lida bem com solos encharcados. De 2 a 3 vezes por semana pode ser uma boa medida, mas sempre conferindo a terra antes da nova rega.

Iluminação:  é uma espécie bem resistente a mudanças de temperatura. Tolera geadas e ao mesmo tempo adora sol pleno. Também se adapta bem à meia-sombra.

Problemas Comuns: para não ser pego de surpresa, é bom saber que esta é uma planta que pode crescer desenfreadamente quando apoiada em outras espécies ou superfícies (é até considerada por alguns como "parasita"). Nesses casos, recomenda-se a poda constante para o controle de crescimento. Quando usada como pendente, é comum que, na medida em que ganha comprimento, comece a perder folhas mais próximas à raiz, para economizar energia e continuar crescendo. Para evitar que isso aconteça, aumente a frequência das regras e mantenha a adubação em dia. E não tenha medo de podar! Aproveite para fazer novas mudas.


Outro nome popular: 
hera variegada, trepadeira, hera inglesa.

Como usar: Como trepadeira, pode ser usada como forração sob copas de árvores, em canteiros, ou como revestimento. Dentro de casa, pode ser acomodada em cachepôs suspensos ou hangers e usada de forma pendente.

Fotos: Gisele Rampazzo

Dica da Selvvva: As indicações acima são orientações para um primeiro contato com a sua planta, não uma fórmula definitiva. As regas variam de acordo com o ambiente, a disponibilidade de luz, a umidade do ar, a temperatura, o recipiente onde a planta está acondicionada e as demandas específicas da espécie. O importante é sempre prestar atenção às respostas da sua planta e, assim, dosar a água de acordo com as condições em que se encontra. Preste sempre atenção para não deixar o solo encharcado ou água acumulada no fundo do vaso, evitando o apodrecimento das raízes.