As plantas tóxicas são um assunto muito delicado. São diversas espécies à disposição e a falta de informação sobre elas despertou um alerta nos amantes de plantas de primeira viagem.

Ao longo do processo evolutivo, algumas plantas tóxicas foram se colorindo como mecanismo de defesa, para alertar os animais de que havia algum perigo ali (e assim evitar que eles as ingerissem). E nós fomos escolhendo justamente as mais gráficas e surpreendentes para cultivar como espécies ornamentais – em geral, estas têm algum grau de toxicidade e é muito difícil afirmar de que modo afetariam animais e crianças.

Mas muita calma! Não significa que você não pode ter tudo: cachorro, gato, crianças e PLANTAS! A verdade é que as plantas ornamentais, mesmo as tóxicas, sempre estiveram entre nós. Cultivamos as mesmas espécies desde a épocas das nossas avós e as espécies mais conhecidas por serem tóxicas são também as mais icônicas por povoarem os cenários das nossas memórias, como o antúrio e o comigo-ninguém-pode.

A convivência

Ao levar uma nova integrante botânica para casa, fique de olho se o seu bichinho se interessou especialmente por ela. O comportamento de comer as plantas varia muito de animal para animal e ninguém conhece o seu pet melhor do que você.

Se você já sabe que ele é do tipo mastiga-tudo, deixe as plantas fora de alcance. Você pode elevá-las com suportes ou optar por espécies pendentes em prateleiras ou hangers.

É importante não apoiar vasos excessivamente pesados em suportes caso você tenha crianças pequenas ou animais em casa, porque podem tombar.

Não se preocupe com as folhas mortas que caem dos vasos. As toxinas ficam dentro das células vivas, então as folhas que estão totalmente secas já não representam perigo.

Se o seu animal não se interessa pelos seus vasos, ufa! Ficou mais fácil para você.

De qualquer forma, vale ficar sempre atento para que animais ou criança não ingiram plantas ornamentais.

Se você  for  mais  conservador  e  preferir  uma  escolha  livre  de  qualquer  preocupação,  listamos  12 espécies  seguras  –  não  significa  que  são  comestíveis,  mas  não  oferecem  qualquer  risco  aos pets:

  • Capuchinha  (Tropaeolum  majus)
  • Chifre-de-Veado  (Platycerium  bifurcatum)
  • Clorofito  (Chlorophytum  comosum)
  • Confete  (Hypoestes  phyllostachya)
  • Flor-de-maio  (Schlumbergera  truncata)
  • Haworthia  (Haworthia  Liliaceae)
  • Lavanda  (Lavandula  dentata)
  • Orquídeas  Phalaenopsis  (Phalaenopsis  spp)
  • Rabo-de-galo  (Celosia  argentea)
  • Rosas (São  muitas  espécies!  Não  oferecem  riscos  aos pet – no  máximo  vão  se  arranhar  nos  espinhos).
  • Samambaia-americana (Nephrolepis  exaltata)
  • Veludo-roxo  (Gynura  aurantiaca)

Fonte: The American Society for the Prevention of Cruelty to Animals