Com pelinhos roxos espalhados por toda sua estrutura e toque aveludado, a gynura, também conhecida como veludo-roxo, é uma trepadeira com flores e frutos semelhantes ao dente-de-leão.

Sensível às condições climáticas, tem a habilidade de capturar por meio de sua pilosidade a umidade do ar quando necessário, o que faz dela uma espécie resistente em climas amenos. As folhas maiores e maduras são mais esverdeadas, enquanto as menores trazem um roxo intenso e cheio de vida para a decoração.



Natural da Ásia, tem crescimento rápido e se multiplica facilmente por estacas, assim como o cipó-uva, que já foi tema por aqui. O período ideal para fazer novas mudas é no verão, época em que seu metabolismo está mais acelerado.

Se você tem animais em casa, fique tranquilo: essa espécie não oferece risco aos pets. Para conhecer outras plantas que podem conviver em harmonia com eles, acesse nossa matéria especial sobre o tema.

Rega: regue frequentemente, uma a duas vezes por semana. Em períodos mais quentes, intensifique para três. No inverno, reduza essa quantidade para que a raiz não apodreça. Independentemente da estação, sempre evite molhar as folhas: isso pode deixá-las com pontos marrons.

Iluminação: gosta de ambientes à meia-sombra ou de luz difusa, mas bem iluminados.

Outros nomes populares: gynura; ginura; planta-veludo; paixão-roxa;

Problemas comuns: caso sua gynura comece a perder o tom roxo das folhas, fique atento e mude-a para um lugar mais próximo da janela, mas protegido do sol direto.

Como usar: pode ser usada como pendente em cachepôs suspensos ou hangers. 

Dica da Selvvva: As regas variam de acordo com o ambiente, disponibilidade de luz, umidade do espaço, temperatura, recipiente onde a planta está condicionada e o tipo da espécie. As indicações acima devem servir para orientar um primeiro contato, mas não são uma fórmula definitiva. O ideal é prestar atenção às respostas da sua planta; assim você poderá dosar a água de acordo com as condições em que a espécie se encontra. É importante não exagerar no volume de água a cada rega! Prefira aumentar a frequência das regas ao invés de aumentar a quantidade de água.