Use o cupom FRETEGRATIS para todo o site em compras acima de R$100, exceto produtos de grande formato

Sete-ervas

O fim do ano se aproxima e elas aparecem cheias de vida, colorindo com sua variedade de tons e texturas a selvvva dos supersticiosos.

Usados na entrada das casas para afastar as energias negativas e purificar o ambiente, os vasos de sete-ervas são carregados de desafios nos cuidados, até para os mais experientes.

Quando menos se espera, em pouco tempo algumas delas se despedem. É inevitável pensar que faltou sorte ou dedo verde, mas é na combinação de espécies que mora esse desfecho fatal.

Alecrim, arruda, espada-de-são-jorge, comigo-ninguém-pode, guiné, manjericão e pimenteira têm necessidades diferentes. Colocá-las no mesmo pote desafia a natureza ao misturar plantas que precisam de sol pleno e outras que vivem à meia-sombra.

As aromáticas, como alecrim, arruda, manjericão e pimenteira, por exemplo, necessitam de ao menos 4h ou mais horas do sol intenso, entre as 10h e as 16h. Já a comigo-ninguém-pode vê suas folhas queimarem sob esta condição.

A frequência das regas também faz dessa mistura um encontro naturalmente improvável. Enquanto as aromáticas pedem água entre 3x e 4x por semana, para a espada-de-são-jorge e a comigo-ninguém-pode basta 1x.

Além das necessidades diferentes, cada planta tem suas características: as raízes da espada-de-são-jorge e da comigo-ninguém-pode são robustas e vão competir por espaço com as espécies aromáticas; a pimenteira possui ciclo de vida curto: nasce, cresce, reproduz e morre para dar espaço às próximas gerações.

Isso não significa que você não possa apostar nessas plantas para proteger o espaço. Quer ver as suas sete-ervas cheias de vida? Plante cada uma delas individualmente ou faça combinações estratégicas, sempre em potes de tamanhos generosos, levando essas espécies para morar juntas: guiné + manjericão, alecrim + pimenteira, alecrim + arruda. É importante deixar a espada-de-são-jorge e a comigo-ninguém-pode sozinhas por aí.

Dica da Selvvva: Os cuidados variam de acordo com o ambiente, a espécie, disponibilidade de luz, umidade do espaço, temperatura e recipiente onde a planta está acondicionada. As indicações acima devem servir para orientar um primeiro contato, não são uma fórmula definitiva. Fique sempre atento às respostas da sua planta.